PIN
FRAUDES FISCAIS Fisco pode usar provas derivadas de provas ilícitas se demonstrar que poderia obtê-las Não serão consideradas ilícitas as provas derivadas de provas ilícitas quando ficar demonstrado que elas poderiam ser obtidas por fonte independente, bastando, para tanto, que se desse andamento aos trâmites típicos e de praxe, próprios da investigação fiscal. O entendimento[…]

Estado é responsável por danos decorrentes de perseguição policial, diz TJ-SP

PIN
O Estado é responsável por danos decorrentes de perseguição policial, mesmo quando a viatura policial não causa diretamente o dano. Com base nesse entendimento, a 35ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o governo paulista a pagar indenização a um motorista que teve o carro atingido por um veículo de[…]

STJ: Buzzi autoriza penhora de salário para pagamento de obrigação não alimentar

PIN
Veja a decisão.  O ministro Marco Buzzi, do STJ, deu provimento a recurso especial para permitir a penhora de 25% de salário para pagamento de título extrajudicial, baseado em cédula de crédito bancário. A decisão monocrática reforma acórdão do TJ/SC, que havia indeferido a penhora. Buzzi considerou que a decisão recorrida foi publicada após a entrada[…]

Direitos que o consumidor tem (e não tem) em telefonia fixa e celular

PIN
Reclamar da má qualidade dos serviços de telefonia móvel e fixa é algo comum para os brasileiros. No entanto, muitos consumidores não sabem exatamente quais direitos têm (e não têm) em relação à utilização das linhas, planos contratados e cobranças. Teste a seguir seus conhecimentos sobre direitos e deveres em telefonia. Pontos alterados e esclarecidos[…]

Senado deve votar hoje parecer que visa suspender decretos das armas

PIN
Senado deve votar hoje parecer que visa suspender decretos das armas Plenário do Senado — Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado O plenário do Senado analisará nesta terça-feira (18) o parecer aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que tem como objetivo suspender o decreto do presidente Jair Bolsonaro que facilitou o porte de armas. O[…]

Supremo aprova equiparação de homofobia a crime de racismo

PIN
REPERCUSSÃO GERAL Supremo aprova equiparação de homofobia a crime de racismo Até que o Congresso Nacional aprove uma lei específica, as condutas homofóbicas e transfóbicas podem ser igualados aos crimes de racismo. Esta foi a tese fixada pelo plenário do Supremo Tribunal Federal e declarada nesta quinta-feira (13/6). STF reconhece criminalização da homofobia na Lei de Racismo. Rosinei Coutinho/SCO/STF[…]