Justiça cassa pensão de R$ 100 mil de viúva de Gugu

PIN

Juiz fixou apenas pagamento dos custos dos filhos e gastos da residência, em um valor bem menor


A Justiça de São Paulo cassou, em caráter liminar, na tarde desta quarta-feira (5) o direito à pensão que assegurava à viúva de Gugu Liberato, Rose Di Matteo, um benefício de R$ 100 mil mensais.
Em sua decisão, o desembargador do Tribunal de Justiça local Galdino Toledo (TJ-SP) considera que Gugu e Rose não tinham uma relação de união estável, fixando apenas o pagamento dos custos dos filhos e gastos da residência, fixando o valor de US$ 10 mil (cerca de R$ 42 mil) para os custos  com a manutenção mansão.
Depósito
Na segunda-feira (4) a Justiça negou que o depósito da pensão para Rose Miriam, no valor de R$ 100 mil, fosse feito na conta do advogado.
A equipe jurídica da viúva alega que o depósito na conta do advogado seria, apenas para agilizar o processo, porém, o juiz José Walter Chacon Cardoso, da 9ª Vara da Família e Sucessões do TJ-SP, decidiu que o dinheiro não poderá ir diretamente para o escritório de Wilians. Para a Justiça,
“a gestão pelos advogados que a representam, não justifica, sem embargo da honorabilidade dos d.Patronos”.

De acordo com informações publicadas pelo Hugo Gloss, o depósito na conta do advogado foi proposto porque Rose não tinha vínculo bancário no país. A assessoria de Willians afirmou que na época do pedido de pensão e da decisão da Justiça, Rose não mantinha conta individual no Brasil, e para que o processo fosse agilizado, foi indicada uma conta no país, em comum acordo. O TJ não impediu um depósito no exterior e a reportagem do UOL afirma que a conta de Rose no EUA, não é conjunta com o apresentador e sim individual.

Leave Your Comments